LIMPEZA E HIGIENIZAÇÃO DE RESERVATÓRIOS DE ÁGUA

LIMPEZA E HIGIENIZAÇÃO DE RESERVATÓRIOS DE ÁGUA

Limpeza e higienização de Caixa d’água, cisternas, torre e castelo d' água, exame bacteriológico, avaliação de condições estruturais e impermeabilização.

Segundo o Órgão Mundial da Saúde estima-se que cerca de 80% das doenças que ocorrem em países em desenvolvimento são provocadas em decorrência da contaminação da água.

Diante disto, fica evidente a necessidade da manutenção dos reservatórios para que se possa garantir a qualidade da água recebida do sistema de abastecimento, cabendo ressaltar que os serviços de água garantem a qualidade da mesma até o hidrômetro, desse ponto em diante a responsabilidade é do usuário.

Análise Bacteriológica da Água:

Consiste na coleta de amostra de água do reservatório e em seguida enviada ao laboratório credenciado para a verificação da qualidade da água destinada ao consumo humano e deve ser providenciada sempre após cada limpeza ou quando houver suspeita de sua qualidade. Esta análise indica a contaminação ou não da água por germes do grupo Coliforme, que são um grupo de bactérias encontradas em grande quantidade nas fezes humanas e de animais de sangue quente, podendo algumas espécies ser encontradas em ambiente natural. Sua presença na água indica a contaminação desta por fezes ou esgoto sanitário, podendo conter microorganismos nocivos à saúde.


 

PARA ELIMINAR ALGUNS DOS PROBLEMAS, SUGERE-SE:

 Que os reservatórios sejam devidamente fechados com tampas que vedem realmente o contato com o exterior, proteção na extremidade final da tubulação (ladrão);
 Limpeza e desinfecção periódica dos reservatórios (de 6 em 6 meses);
 Verificação do estado da tubulação interna, para eliminar vazamentos ou pontos que, no caso de pressão negativa, pode aspirar substâncias externas que poderão contaminar a água;
 Que o consumo de água seja feito preferencialmente através de água direta da rede pública com a passagem por filtro para eliminar os materiais inertes, conforme citado anteriormente;
 A utilização de filtros com carvão ativo, quando não for possível o consumo direto;
 Fechar o registro, impedindo a entrada de água na caixa;
 Esvaziar o reservatório até o nível de lodo para que este não penetre na tubulação;
 Retirar o lodo;
 Obstruir a saída de água;
 Escovar só com água, retirando bem a sujeira, nunca utilizando algum produto de limpeza;
 Sugar a água resultante dessa limpeza;
 Encher novamente o reservatório;
 Adicionar 10 ml de água sanitária para 10 litros de água;
 Deixar agir por duas horas, sem utilizar a água da caixa;
 Esvaziar o reservatório;
 Finalmente voltar a enchê-lo com a água que será armazenada para ser utilizada;
 Anote a data para poder programar a próxima limpeza;

 

 

 

A LIMPEZA E HIGIENIZAÇÃO DE RESERVATÓRIOS DEVE SER REALIZADA POR EMPRESA DE CONFIANÇA DA SEGUINTE MANEIRA:

 Fechar o registro, impedindo a entrada de água na caixa;
 Esvaziar o reservatório até o nível de lodo para que este não penetre na tubulação;
 Retirar o lodo;
 Obstruir a saída de água;
 Escovar só com água, retirando bem a sujeira, nunca utilizando algum produto de limpeza;
 Sugar a água resultante dessa limpeza;
 Encher novamente o reservatório;
 Adicionar 10 ml de água sanitária para 10 litros de água;
 Deixar agir por duas horas, sem utilizar a água da caixa;
 Esvaziar o reservatório;
 Finalmente voltar a enchê-lo com a água que será armazenada para ser utilizada;
 Anote a data para programar a próxima limpeza;

NORMAS REGULAMENTADORAS 33 E 35:

 NR 33
Esta Norma Regulamentadora NR 33 - Espaço confinado, trata de assegurar a segurança e saúde dos profissionais que interagem direta ou indiretamente nesses espaços. 

Possuímos uma infraestrutura dotada de todos equipamentos necessários e profissionais amplamente qualificados, treinados visando a prevenção de acidentes, procedimentos e medidas de proteção em espaços confinados, sendo certificado de acordo com as normas do Ministério do Trabalho e Emprego.

 NR 35
A Norma Regulamentadora NR 35 - Trabalho em altura (qualquer atividade executada acima de dois metros do nível inferior), estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura, envolvendo o planejamento, a organização e a execução, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade.

Nossos profissionais são submetidos periodicamente a treinamentos para que estejam devidamente adequados quanto a utilização de EPI a fim de evitar a ocorrência de acidentes e a aplicar as técnicas corretas para evitar danos a sua integridade física.

 Solicite um orçamento!
Assim que recebermos seu contato, retornaremos o mais rápido possível.
Preencha todas as informações do formulário para solicitar um orçamento com mais precisão. Obrigado(a)!

  (21) 3753-6363|(21) 3756-6299|(21) 98849-8610